Como descobri que tinha transtorno de Ansiedade

O diagnóstico de ansiedade generalizada nem sempre é rápido

Como eu descobri que tinha transtorno de anisedade

Sempre fui uma pessoa muito preocupada com a saúde desde cedo. De certa forma, eu acho que nunca tratei esse tema da forma normal como as outras crianças encaravam. Cresci assim, com medo de doenças e principalmente, com medo de morrer...

Por isso, é meio difícil dizer onde minha ansiedade começou, pois quando descobri o que a ansiedade patológica podia causar, me peguei pensando na quantidade de vezes que senti os sintomas durante toda a vida e nunca imaginei que poderia ser ansiedade.

Acho que a primeira reação das pessoas ao serem diagnosticas é não entender o que na verdade a ansiedade pelo simples fato de que nunca foi explicado pra gente que ansiedade poderia ser uma doença.
Eu não conseguia compreender o que o médico queria dizer quando afirmava que os meus problemas eram só ansiedade. "Ansiedade de que?" eu me perguntava. Eu acreditada que a gente só ficava ansioso por algo que a estávamos aguardando acontecer rsrs



Agora deixa eu contar como descobri que tinha ansiedade generalizada...

Como disse antes, sempre tive medo de doenças, medo de morrer e principalmente, medo de situações que fugissem do meu controle. Só de pensar em sentir algo que me fizesse desmaiar eu já sentia calafrios! A primeira crise de ansiedade "diagnosticada" aconteceu por causa desse medo.


Em uma triste tarde, minha irmã recebeu a notícia de que uma amiga de infância tinha falecido de forma repentina. A amiga dela tinha 18 anos e sofreu um aneurisma. Era um garota saudável, que nunca tinha apresentado nenhum problema de saúde.

Essa notícia me deu muito medo. Nunca consegui lidar com a ideia da morte, principalmente quando ela vinha em condições tão incomuns e rápidas. Saber que alguém tão jovem poderia morrer tão rápido me deixou com uma grande agonia. Fora o fato de quem era alguém bastante conhecida, isso multiplicava a agustia em 10 vezes...

Mas não foi nesse dia que a crise aconteceu. A morte aconteceu na terça e minha primeira crise ainda esperou uns dias para acontecer... Esperou até o sábado...



Era meio dia e eu estava deitado no sofá da minha sala. Não estava pensando na tragédia que aconteceu na terça. Eu estava distraído, com o celular na mão, olhando para a time line do Facebook. Do nada, senti que me minha respiração falhou, levantei assustado. Falei comigo mesmo "o que foi isso?", para minha infelicidade, sempre tive pensamentos acelerados e bem paranoicos. Logo ligue o pequeno lapso da respiração ao acontecido no início da semana. Achei que estava morrendo. A sessação só aumentava só aumentava, enquanto eu esperava passar e tentava não chamar a atenção de ninguém. Eu não aguentei. O coração acelerou, minhas pernas ficaram tremulas. Corri para a cozinha e avisei para minha vó que eu estava passando mal, que estava sem ar e não sabia o que fazer. Minha vó disse para eu sentar na mesa e tomar um copo de água. Eu tomei, não melhorei. Pedi para meu tio me levar no hospital, que é pertinho da minha casa. Ele me levou. Chegando lá eu já estava melhor.

Lá no hospital mil pensamentos rondavam minha cabeça. Eu não tinha a menor ideia do que tinha acontecido. Eu já estava relativamente bem, só me restou uma respiração um pouco alterada, coisa normal, que acontece geralmente quando a gente presta muita atenção na nossa respiração.

Minha pressão e temperatura foram verificadas, estava tudo ok. Entrei no consultório médico. O médico perguntou o que eu estava sentindo e expliquei tudo. Depois de me escutar ele falou o seguinte: Isso é ansiedade, você só está ansioso, não se preocupe. "Ansiedade de que?" eu me perguntava.

Passei o final de semana triste e preocupado com o que tinha acontecido. Me perguntava se aquilo ia acontecer de novo. E aconteceu, na segunda e na terça. Na terça foi a pior crise de ansiedade que eu já tive na minha vida... Quer saber como foi? Clique aqui


Como descobri que tinha transtorno de Ansiedade Como descobri que tinha transtorno de Ansiedade Reviewed by Welligton Magalhães on fevereiro 22, 2018 Rating: 5

Nenhum comentário:

Tecnologia do Blogger.